Equipe de saúde fica refém de índios por 15 horas no MS

Uma equipe de cinco pessoas da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) que foi prestar atendimento a índios terenas em Mato Grosso do Sul, acabou se tornando refém da tribo durante 15 horas. A ação começou por volta de 9h30 de ontem e terminou logo após as 4h da madrugada de hoje, quando foram concluídas as negociações ente os indígenas e a Polícia Federal.

Agência Estado |

Os manifestantes reivindicavam melhoria de saúde na aldeia e a substituição do chefe da Fundação Nacional do Índio (Funai) no local.

Eles foram abordados por um grupo de 15 índios com armas rudimentares e levados para a Aldeia do Meio, situada no município de Sidrolândia, a 210 quilômetros de Campo Grande, região leste do Estado, onde ficaram pesos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG