Equipe da Polícia Federal é recebida a tiros em favela do Rio

RIO DE JANEIRO - Uma equipe de 20 homens da Polícia Federal (PF) foi recebida a tiros por traficantes da Vila Cruzeiro, na Penha, na zona norte do Rio, quando ia entregar intimações judiciais na favela. O tiroteio durou quase quarenta minutos.

Agência Estado |

Os agentes chegaram a pedir reforço ao 16º Batalhão de Polícia Militar de Olaria que mobilizou dois carros blindados, conhecidos como "caveirões". No entanto, os policiais federais conseguiram sair da favela sem a ajuda e ilesos, de acordo com a Assessoria de Comunicação da PF.

AE
Viatura alvejada na rua Aymoré, na Penha, na zona norte do Rio de Janeiro
Os tiros de fuzis atingiram as latarias dos veículos e quebraram alguns vidros dos carros do agentes. As intimações eram da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DER) para pessoas que devem ser ouvidas em inquéritos que estão em andamento na Justiça. Antes da Vila Cruzeiro, os policiais federais também tentaram cumprir sem sucesso dois mandados de prisão no Morro do Turano, na Tijuca (zona norte).

Não houve troca de tiros, mas ninguém foi localizado. As ações eram em continuidade a Operação Nocaute, deflagrada no dia 11, que prendeu 30 pessoas no Rio, a maioria de classe média, por envolvimento com o tráfico de drogas sintéticas e armas. O Ministério Público Federal pediu a prisão de 36 pessoas na mesma investigação.

    Leia tudo sobre: favela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG