Envolvido no episódio que ficou conhecido como escândalo dos aloprados, Hamilton Lacerda voltou a integrar a lista de filiados do PT. Flagrado em 2006 transportando uma mala de dinheiro, que serviria para o pagamento por um dossiê contra tucanos, Lacerda teve sua nova ficha de filiação validada há cerca de um mês pelo Diretório Municipal do partido em São Caetano do Sul.

Ex-coordenador de Comunicação da campanha do senador Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo, ele havia pedido sua desfiliação em meio à repercussão negativa provocada pelo episódio.
Na época, os petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha - que junto com Lacerda ganharam de Lula o apelido de "aloprados" -, foram presos tentando adquirir o dossiê. Na época, Lacerda empenhou-se em negar as acusações e disse transportar na mala apenas material de campanha. A notícia sobre a volta do ex-assessor de Mercadante aos quadros petistas foi noticiada no sábado pelo jornal ABC Repórter, que circula na região do ABC paulista, e replicada pela imprensa local e nacional.

De acordo com o presidente do PT de São Caetano do Sul, Edgar Nóbrega, trata-se de uma demanda apresentada por setores ligados à antiga direção da sigla no município, renovada há algumas semanas. "Nós equacionamos esse pedido pois não estamos aqui para fazer luta interna. E não vemos nenhum problema na volta do Hamilton." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.