Por Bob Burgdorfer CHICAGO (Reuters) - O roqueiro Rod Stewart está com 63 anos de idade, mas longe de se aposentar. O músico estuda uma lista de projetos para o futuro, que incluem um filme, um álbum de R&B e talvez até mesmo uma investida na música country.

'Eu adoraria fazer um filme, apenas para ficar para a posteridade', disse Stewart à Reuters antes da turnê por 18 cidades norte-americanas que está prestes a começar.

Por enquanto, porém, um projeto de filme -- como o documentário 'Shine a Light', sobre os Rolling Stones, lançado recentemente por Martin Scorsese -- não está previsto porque simplesmente ninguém ainda lhe fez a proposta, diz Stewart.

A carreira do roqueiro data de 1964 e inclui um prêmio Grammy, a honra maior da indústria musical norte-americana, e sua inclusão no Hall da Fama do Rock'n'Roll, em 1994. Ele já vendeu milhões de discos com sucessos como 'Maggie May' e 'Tonight's the Night'.

Como os Rolling Stones, Aerosmith e alguns outros roqueiros dos anos 1960 e 1970, Stewart conseguiu fazer sua carreira avançar no século 21. Sua turnê norte-americana, que começa na Califórnia em junho, é a primeira nos EUA em dois anos.

Stewart disse que pretende continuar a cantar até os 70 anos. 'Adoro esse trabalho. Acho que eu sentiria falta dele', explicou.

Mas a idade e sua família -- Stewart tem mulher, Penny, e seis filhos, com idades entre 2 e 27 -- roubam tempo de seu trabalho. O músico disse que, diferentemente de outros artistas que passam meses a fio na estrada, ele prefere apresentar-se por algumas semanas, retornar para casa por um mês e depois voltar à estrada.

Boa parte de seu sucesso mais recente é graças ao 'Great American Songbook', uma série de regravações de clássicos das décadas de 1930 e 1940, lançada entre 2002 e 2005 e que já vendeu 15 milhões de cópias.

O álbum 'Still the Same ... Great Rock Classics of Our Time' o trouxe cantando músicas de Bob Dylan, John Fogerty, Bob Seger, Van Morrison e outros.

Apesar desse álbum ainda estar vendendo bem, Stewart disse que não parou de compor suas próprias canções e aventurar-se em direções novas.

Ele afirmou que gostaria de fazer 'um quinto e último 'American Songbook''.

Ron Wood, guitarrista dos Rolling Stones e ex-integrante da banda de rock dos anos 1970 Faces, da qual Rod Stewart era o vocalista, já disse que gostaria de reformar a banda. Stewart não exclui essa possibilidade.

Ao passar os olhos pela safra atual de jovens artistas, Stewart disse que vê alguns talentos, como a banda canadense Arcade Fire e os britânicos do Kasabian.

'Minha filha me levou para vê-los no Hollywood Bowl. Acho que são uma das melhores bandas que já vi', disse Stewart. 'E há uma banda britânica realmente boa chamada Kasabian.'

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.