Entidades sindicais manifestam apoio a Paulinho

Apesar das denúncias de participação do deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, no esquema de desvio de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), as entidades sindicais manifestaram hoje apoio ao pedetista, que também é presidente da Força Sindical. Em nota, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) diz que os ataques são conseqüências da postura de Paulinho, de intransigência na defesa dos direitos dos trabalhadores.

Agência Estado |

"A UGT está solidária a esse sindicalista que representa os trabalhadores no Congresso Nacional e estando sempre em defesa dos trabalhadores, nós da UGT, estamos em sua defesa", diz o texto, assinado pelo presidente da UGT, Ricardo Patah. A Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM-CUT) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM-Força Sindical) também manifestaram apoio por meio de notas, "face as acusações a ele imputadas e a enorme campanha midiática desencadeada contra a sua pessoa".

"As acusações contra Paulinho se inserem nos marcos de uma grande ofensiva de setores políticos e empresariais, cujo objetivo é barrar as iniciativas sindicais", afirma a nota, citando, entre elas, a redução da jornada de trabalho sem redução dos salários, a ratificação das Convenções 151 e 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a defesa dos direitos dos aposentados e pensionistas na reforma da Previdência.

"A isso, somam-se as recentes conquistas de aumentos salariais acima da inflação, a recuperação do poder de compra do salário mínimo e o reconhecimento das centrais sindicais, ações que contaram com o inestimável empenho do deputado Paulinho, no parlamento e na ação sindical", finaliza a nota, assinada pelo presidente da CNM-CUT, Carlos Alberto Grana, e pelo presidente da CNTM-Força Sindical, Eleno José Bezerra.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG