ENSP: no Rio, 89% das gestantes acabam fazendo cesariana

Uma pesquisa da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) constatou que, entre 2006 e 2007, das 437 grávidas, 89,7% acabaram fazendo cesariana, embora só 34% das gestantes tivessem optado por esse tipo de parto no início da gravidez. No levantamento, apenas 7,6% estavam em trabalho de parto.

Agência Estado |

No Rio, são feitos 82 mil partos por ano. Dos 20 mil realizados na rede privada, 90% são cesarianas; na rede pública, 35% representam esse tipo de parto.

Para incentivar o parto normal, o Ministério da Saúde programou para este mês o início na rede pública e privada de benefícios para as gestantes. As futuras mamães que optarem pelo parto normal têm garantia, nas maternidades do País, de quarto individual ou coletivo específico para esse procedimento, com banheiro anexo, para todas as etapas do nascimento do bebê (antes, durante e após o parto).

Segundo dados do ministério, por ano, são registrados cerca de 3 milhões de nascidos vivos no País. Quase 2,1 milhões nascem nas unidades do Sistema Único de Saúde. Destes, 1,4 milhão corresponde a partos normais e 670 mil, a cesarianas. Em 2006, foram registrados, 274 óbitos de mulheres em decorrência de complicações relacionadas ao parto. Quanto à mortalidade infantil, a taxa nacional registrada, no mesmo ano, foi de 22 casos por mil nascidos vivos.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG