Ensaios das escolas de samba de SP viram baladas

A menos de 20 dias para o desfile das escolas de samba no Anhembi, os ensaios seguem a todo vapor nas quadras de São Paulo. Não são apenas os componentes que comparecem aos ensaios.

Agência Estado |

Curiosos invadem as quadras em busca de samba e diversão. Escolas com quadras gigantescas, como a Vila Maria, Gaviões da Fiel e Rosas de Ouro, chegam a atrair 5 mil pessoas. Outras ensaiam nas ruas, como a Vai-Vai e a Nenê de Vila Matilde, e atraem multidão semelhante.

Os carnavalescos concordam que o ensaio é crucial para o aprimoramento dos quesitos técnicos: chegar no desfile com a letra na ponta da língua e dar os últimos acertos na coreografia das alas. Além disso, transformar a quadra em uma grande festa pode ser mais uma fonte de receita para a escola. O valor da entrada varia de R$ 5 a R$ 20. Em algumas escolas, a carteirinha de sócio dá direito a assistir aos ensaios de graça.

O samba e a bateria são os maiores atrativos, mas outra tática é a presença de celebridades que vão desfilar pela escola. Na Rosas de Ouro, a madrinha de bateria Ellen Roche e o astronauta Marcos Pontes são garantia de público. Na Unidos do Peruche, a estratégia é outra: cada ingresso dá direito a concorrer ao sorteio de brindes, que pode ser uma camiseta oficial da escola ou o CD com os sambas-enredo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG