Engordar para fazer redução de estômago é um risco, diz médico

O médico Denis Pajecki, cirurgião do Hospital Bandeirantes, chama a atenção para os perigos de se arriscar a engordar a fim de realizar a cirurgia de redução de estômago. Ele afirma que o paciente acima do peso engorda ainda mais para se enquadrar como obeso mórbido e fazer a operação de graça.

Agência Estado |

A pessoa se esquece, porém, que, com essa atitude, acaba desenvolvendo "diabetes, hipertensão e doenças do coração".

O especialista diz também que a cirurgia não faz com que o paciente fique magro para o resto da vida. É preciso uma reeducação alimentar. “Não vale a pena engordar para fazer a operação de redução de estômago. É perigoso para a saúde, além de não ser garantia de corpo esbelto a vida inteira. Reeducação alimentar e exercícios ainda são a solução para o problema da obesidade."

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG