Engenheiro pode estar envolvido em rede de pedofilia, segundo a polícia

SÃO PAULO - O engenheiro eletrônico Marcelo Adriano Barbosa, de 42 anos, que foi preso na manhã desta sexta feira sob suspeita de ter abusado sexualmente de uma criança de 4 anos, pode estar envolvido em uma rede de pedofilia, segundo a polícia.

Redação |

De acordo com informações do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), o computador apreendido na casa do suspeito utilizava um programa de compartilhamento de arquivos pela internet, e também foram encontrados vídeos de outras pessoas abusando de crianças.

Segundo os policiais, uma fita VHS com o suspeito molestando a criança foi encaminhada ao Deic, resultando na operação de busca e apreensão.

Durante a prisão, os policiais encontraram mais provas na casa e na empresa onde o suspeito trabalha, como CD's e fitas VHS que ainda serão analisadas. Segundo o delegado Carlos Eduardo Carvalho, titular da Delegacia de Repressão a Fraudes (DRF) do Deic, o engenheiro desenvolve projetos de informática e presta serviço para escolas infantis.

A Justiça decretou a prisão temporária de 30 dias do engenheiro. Segundo o Deic, há ainda a suspeita de que ele tenha abusado de pelo menos outras 4 crianças.

Leia mais sobre: pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG