RIO DE JANEIRO - Uma briga de trânsito levou o engenheiro de som Ricardo Carneiro Essucy, de 44 anos, a matar dois policiais militares em Rio das Ostras, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Essucy teria se irritado com a intervenção de dois PMs chamados para apartar uma discussão dele com outro motorista por causa de uma vaga de estacionamento, na última sexta-feira.

O engenheiro estava armado e teria se irritado com os policiais Leandro Moura Teixeira e Rogério Barberino. Sacou uma pistola e disparou contra os dois, que não resistiram aos ferimentos.

Segundo testemunhas, Essucy ainda pegou a arma de um dos PMs e fez mais disparos. Depois, fugiu em direção à capital, mas foi preso na madrugada de ontem, no prédio onde morava, no Grajaú (zona norte do Rio). No local, a polícia encontrou 6 revólveres, 4 espingardas e munição.

Essucy figura como assistente de gravação e masterizador nos créditos de gravação de álbuns de artistas como Chico Buarque, Guilherme Arantes, Dominguinhos, Engenheiros do Hawaii. Ele é conhecido como Menudo no meio artístico e um dos sócios da Cia. dos Técnicos, que reúne profissionais de gravação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre: violência

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.