BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ainda não pediu um encontro para tratar da crise no Senado. Um assessor do senador, no entanto, disse que uma reunião já foi agendada entre os dois para sexta-feira. Segundo a fonte, que pediu para não ser identificada, o encontro, esperado para esta tarde, foi transferido porque Lula quer se reunir com a bancada petista do Senado nesta noite.

Após evento no Ministério da Justiça, Lula afirmou a jornalistas que Sarney, como titular de uma instituição, será recebido por ele sempre que solicitar.

Alvo de denúncias, Sarney ameaçou na quarta-feira renunciar ao cargo caso não tenha o apoio do PT. DEM, PSDB e PDT pediram o afastamento do senador.

(Reportagem de Natuza Nery)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.