Encontrado corpo de jovem levado pela enxurrada no Rio

O corpo de Roger Jeferson Silvestre da Silva foi encontrado hoje às margens do Rio São João de Meriti, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro. A criança havia sido arrastada pela correnteza, provocada pela chuva intensa que atingiu a região na tarde de ontem.

Agência Estado |

Desde o início da semana, duas pessoas perderam a vida atingidas por raios e duas morreram soterradas.

Hoje voltou a chover forte em toda região metropolitana, Baixada Fluminense e interior. Na capital do Estado, vários pontos tiveram alagamento e o trânsito ficou confuso em bairros do centro, Botafogo, Maracanã e Praça da Mangueira. O tráfego de trens no ramal Saracuruna foi interrompido depois que o Rio Faria Timbó, próximo à linha férrea, transbordou. O Aeroporto Santos Dumont ficou fechado por 40 minutos.

A Defesa Civil municipal recebeu 125 chamados, a maioria por ameaça de desabamento de imóveis e deslizamentos, como o que ocorreu no Morro da Mangueira e atingiu o auditório do Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cederj), que ficou coberto de lama.

De acordo com a meteorologista Marlene Leal, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o índice pluviométrico mais alto foi registrado na região de Jacarepaguá - entre 16 horas e 19 horas choveu 80 milímetros. No centro da cidade, foram registrados 45,2 milímetros de chuva.

"Tivemos dias quentes provocados por massa de ar quente estacionada na região. De terça-feira para quarta-feira, houve a entrada da frente fria. É como se a frente fria comprimisse a massa de ar quente, que se torna mais intensa. Esse contraste da temperatura provoca chuvas mais fortes", explicou. A previsão para amanhã continua de chuva intensa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG