Enchentes triplicam número de doentes no Maranhão

MARANHÃO - O número de casos de doenças como hepatite, leptospirose, dengue, diarreia e gripe aumentou consideravelmente em cidades do Maranhão atingidas pelas cheias dos rios, de acordo com balanços de Secretarias Municipais de Saúde. Segundo a Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, há 63.116 desalojados e 39.651 desabrigados no Estado.

Agência Estado |

No País, cerca de 354 mil pessoas tiveram que deixar suas casas em 13 Estados devido às fortes chuvas e enchentes.

Em Trizidela do Vale, a 226 quilômetros de São Luís, o número de internações e de atendimentos do Programa de Saúde da Família (PSF) triplicou. Em Pedreiras, município vizinho, o número de internações aumentou no mesmo ritmo.


População do Maranhão sofre com as fortes chuvas e enchentes / AE

Em Trizidela do Vale, o PSF realizava cerca de 2,2 mil atendimentos por mês. Com a inundação de 90% da cidade, nos últimos 30 dias, foram 6,8 mil consultas. Nesse período foram realizadas 350 internações no Hospital Municipal Doutor João Alberto. Para atender tanta gente, fomos obrigados a diminuir o tempo de permanência das pessoas no hospital, diz a secretária de Saúde de Trizidela do Vale, Ediuene Sousa.

Em Pedreiras, em 30 dias, 730 pessoas foram atendidas com doenças ligadas diretamente às enchentes. Foram registradas 12 internações por hepatite A e dois casos de leptospirose. Em períodos normais, registrávamos, por exemplo, menos de quatro casos de hepatite A por mês, comparou o secretário de Saúde, José Lima.

Dos dois hospitais de Trizidela do Vale, um ficou alagado e os atendimentos, em 30 leitos, foram concentrados em apenas uma unidade. Em Pedreiras, o hospital infantil, com 35 leitos, foi interditado.

Os atendimentos estão concentrados no Hospital Geral do município, com capacidade para 45 leitos. De acordo com a Defesa Civil do Maranhão, subiu para 116 mil o número de desabrigados e desalojados no Estado e para 338 mil os afetados. São 93 cidades em situação de emergência. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia também:

Leia mais sobre enchentes

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG