Enchentes desabrigam 1.587 pessoas no Ceará

A Coordenação Estadual da Defesa Civil do Ceará (Cedec) contabiliza 77.539 pessoas atingidas pelas enchentes em 18 municípios.

Agência Estado |

Desse total, 1.587 encontram-se desabrigadas, ou seja, estão em abrigos temporários, e outras 4.622 desalojadas, morando com parentes ou amigos. Cinco cidades decretaram estado de emergência: Caririaçu, Aurora, Lavras da Mangabeira, Icó e Crateús. Em Crateús, a 354 quilômetros de Fortaleza, a cheia do Rio Poti alagou seis bairros, atingindo mil moradores.

Dos 136 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), 39 já estão sangrando. Ontem foram abertas duas comportas do açude Castanhão. O reservatório é o maior do Ceará e tem capacidade para armazenar 6,5 bilhões de m3 de água. Com as chuvas deste ano, ele já acumula um volume de quase 5 bilhões de m3.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) anotou precipitações em 148 municípios cearenses. O maior registro foi de 148,2mm em Morrinhos, a 220 quilômetros de Fortaleza. Para os próximos dias, há indicação de mais chuva em todas as regiões do Estado, principalmente no Baixo Jaguaribe e no litoral.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG