Enchentes deixam três mortos na Baixada Fluminense

Três pessoas morreram em consequência das fortes chuvas que atingiram a Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, desde a tarde de ontem. De acordo com a Defesa Civil do Rio, em nove horas choveu 70% do volume previsto para todo o mês na região.

Agência Estado |

Os municípios de Belford Roxo e Duque de Caxias decretaram estado de calamidade pública. Pelo menos 500 famílias estão desabrigadas ou desalojadas.

Em Nova Iguaçu, na Reserva Biológica de Tinguá, um deslizamento matou o agricultor José Severino de Frias, de 48 anos, e seus filhos Jhonatan José da Silva Frias, de 19, e Jenifer Maria da Silva, 15. A mãe dos rapazes, Ângela Maria da Silva, 40, e outro irmão, Marlison José de Frias, 22, permanecem internados no Hospital de Saracuruna. A família morava perto do rio Tinguá, junto a uma encosta, que veio abaixo por causa da tempestade. Segundo autoridades, a ocupação do local é irregular.

As cidades receberão R$ 70 milhões para obras de emergência: R$ 45 milhões da União e R$ 25 milhões do governo estadual. Além disso, o Rio dividirá com Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná R$ 400 milhões do governo federal - essa verba ainda depende de aprovação do Congresso Nacional.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG