Tamanho do texto

Depois de nove dias, cerca de 370 moradores de Capivari afetados pelas chuvas no fim do ano passado continuavam impedidos pela Defesa Civil de voltar para suas casas e permaneciam nos alojamentos da prefeitura da cidade do interior paulista, segundo informações da administração municipal. O Rio Capivari, que subiu 4 metros e alagou 850 casas na madrugada do último dia 28, baixou ontem para 1,30 metro.

Porém, a água ainda continua acumulada em vias e dentro dos imóveis.

De acordo com o governo municipal, todas as casas afetadas começaram a ser vistoriadas na tarde de ontem pela Defesa Civil e pelos engenheiros da prefeitura, para identificar possibilidade de desabamento. As casas que apresentarem riscos ou que forem condenadas serão interditadas e posteriormente demolidas pela Secretaria de Obras. As famílias que já retornaram para as residências serão retiradas novamente caso o imóvel apresente riscos. Na manhã de hoje a prefeitura ainda não havia informado o número de casas liberadas.

Após a vistoria, as famílias proprietárias das casas liberadas receberão o kit limpeza composto por água sanitária, rodo, vassoura, desinfetante, sabão em pó e pá. Para o retorno das famílias, a Secretaria de Obras disponibilizará caminhões para auxílio na mudança e transporte dos móveis.

O abastecimento de água em Capivari está normalizado, mas a prefeitura orienta os moradores para que continuem economizando, já que dois poços artesianos que abastecem o Sistema Central permanecem parados, o que significa uma diminuição na produção de cerca de 1 milhão de litros de água por dia.

Doações

A prefeitura informou que necessita neste momento principalmente de itens para higienização das casas. São aceitas também doações de móveis e objetos de uso doméstico. As doações recebidas estão sendo separadas e entregues aos moradores atingidos pela enchente. As pessoas que desejam trabalhar como voluntárias para ajudar as famílias atingidas pelas chuvas devem procurar a Central de Doações, aberta inclusive aos domingos.

As doações podem ser feitas na Central, que fica na Rua XV de Novembro, 619, ao lado da Prefeitura, e também na Casa da Cultura - Rua Saldanha Marinho, 188. A Casa da Sopa também está recebendo doações para os desabrigados por meio da Conta Corrente: Banco do Brasil - Agência: 0699-8, Conta: 22917-2.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.