O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC), aplicou hoje as provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), destinado à avaliação dos alunos do ensino superior. A prova teve início às 13h, com duração de quatro horas.

Estava prevista a participação de 564 mil estudantes de 23 áreas de conhecimento. Foram avaliados 24.842 cursos de graduação de 2.367 instituições.

De acordo com o Inep, a prova foi aplicada em 2.274 locais, distribuídos por 1.065 municípios brasileiros. A organização não registrou nenhum incidente que comprometesse a realização do exame, de acordo com comunicado disponibilizado há pouco. A expectativa do Inep é divulgar amanhã o balanço preliminar de participação dos estudantes. A realização da prova é pré-requisito para que os alunos retirem o diploma de conclusão dos cursos de graduação.

Em nota à imprensa, o presidente do Inep, Reynaldo Fernandes, destacou que a o Enade faz parte de um processo mais amplo, que é o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). "Paralelamente ao Enade, o Inep também está fortalecendo a avaliação institucional externa e a avaliação de cursos, de modo a assegurar o cumprimento de todas as dimensões que compõem a avaliação da educação superior definidas na Lei do Sinaes", acrescentou a diretora de avaliação da educação superior do Inep/MEC, Iguatemy Lucena.

Na prova de hoje, foram avaliados estudantes das seguintes áreas: arquitetura e urbanismo, biologia, ciências sociais, computação, engenharia, filosofia, física, geografia, história, letras, matemática, pedagogia e química, além dos cursos superiores de tecnologia em construção de edifícios, alimentos, automação industrial, gestão da produção industrial, manutenção industrial, processos químicos, fabricação mecânica, análise e desenvolvimento de sistemas, redes de computadores e saneamento ambiental.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.