sala de descompressão para aliviar estresse - Brasil - iG" /

Empresas apostam em sala de descompressão para aliviar estresse

A pesquisa mais recente da Organização Internacional do Trabalho, que data de 2006, mostra que os profissionais brasileiros ficam em média 43,9 horas por semana nas empresas. Para quem cumpre expediente de segunda a sexta-feira, seria o equivalente a trabalhar quase nove horas por dia.

Agência Estado |

Em 2000, a carga semanal era de 42 horas. As horas a mais no trabalho podem ser um importante complicador para estresse, ainda que não se possa relacionar diretamente o trabalho ao problema. Por esse motivo, algumas empresas estão adotando a "sala de descompressão".

Muitas empresas apostam nos hobbies para aliviar o estresse dos funcionários. Essas chamadas salas de descompressão - com jogos e sofás para os trabalhadores relaxarem no meio do expediente - são cada vez mais comuns, especialmente nas empresas de maior porte. A companhia de análise de crédito Serasa, uma das referências em preocupação com qualidade de vida dos funcionários, oferece aos trabalhadores caminhadas uma vez por semana, ginástica laboral e recentemente abriu o leque de benefícios para novas terapias: massagem, fonoaudiologia, atendimento psicológico, nutricionista e dentista.

“O dia da pessoa continua tendo 24 horas. Ou seja, se alguém dedica mais horas à empresa, sobra menos tempo para a família, os amigos, o sono e também para o lazer”, diz Ana Maria Rossi, coordenadora da pesquisa realizada pela International Stress Management Association do Brasil (Isma-BR), um instituto de estudo do estresse. Praticar uma atividade física ou se dedicar a algum hobby podem ser formas saudáveis de aliviar a pressão do trabalho.

De acordo com o psiquiatra Marcos Pacheco Ferraz, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), mesmo seguindo uma cartilha para evitar o surgimento do estresse, ele vai aparecer. “A pressão é natural e, em muitos casos, tem até uma função benéfica, pois estimula as pessoas a reagirem”, explica ele. O problema é identificar quando o limite de estresse natural passa a ser um problema.

Para identificar e tratar uma pessoa com quadro de estresse, é preciso prestar atenção nos sinais: quem falta muito, anda desmotivado ou irritado, reclama constantemente de dores de cabeça e se considera incapaz ou sobrecarregado é um forte candidato ao posto de estressado. Nesses casos, o ideal é encaminhar para uma consulta médica.

Carolina Dall’Olio

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG