O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, afirmou hoje que as possíveis candidaturas presidenciais da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), e do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), à Presidência da República, já estão precificadas e que, por isso, o processo eleitoral de 2010 não deve provocar uma retração nos investimentos. Nenhum empresário vê risco nestes candidatos, afirmou Miguel Jorge durante almoço de fim de ano com jornalistas.

O ministro afirmou que os investimentos não serão um gargalo para o crescimento do País nos próximos anos.

Na avaliação do ministro, a falta de mão de obra qualificada é o que pode comprometer o crescimento econômico no médio prazo. Miguel Jorge defendeu a ampliação do número de cursos técnicos no País.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.