Empresários ingleses estavam em bimotor desaparecido

Quatro empresários ingleses estavam a bordo do bimotor que desapareceu no Sul da Bahia. O presidente da empresa de investimentos turísticos Worldwide Destinations (WWD), Sean Woodhall, o representante da WWD no Brasil, Ricky Every, o presidente da empresa de gerenciamento Diamond Lifestyle Holdings, Alan Trevor Kempson, e o executivo da empresa Michael Hogess, todos ingleses, estão desaparecidos desde a noite de sexta-feira.

Agência Estado |

O avião em que estavam, um bimotor Cessna C-310 de prefixo PT-JGX, da empresa de táxi aéreo Aero Star, desapareceu quando se aproximava para pouso em Ilhéus, 458 quilômetros ao sul de Salvador. O avião havia decolado da capital baiana às 17 horas. O piloto, Clóvis Revault de Figueiredo e Silva, de 61 anos, e o co-piloto Leandro Oliveira Veloso, de 34, também estão desaparecidos.

Equipes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Marinha empreendem buscas por terra e mar na região entre Ilhéus e Itacaré, um trecho de 70 quilômetros, desde a manhã de hoje, mas ainda não encontraram pistas da aeronave. Boa parte da área, que engloba o Parque Estadual da Serra do Conduru, é coberta por mata atlântica nativa. Moradores da região disseram ter visto um avião voando baixo nas proximidades de Vila Paraíso e Ponta do Tulha, vilarejos a cerca de 20 quilômetros de Ilhéus.

As buscas foram interrompidas às 18 horas, por causa da baixa visibilidade na área, e devem ser retomadas às 6 horas deste domingo, informa a assessoria da Aero Star.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG