Homem desceu do veículo para avaliar as condições da via quando foi levado pela água em Veranópolis

selo

As enxurradas do final de semana deixaram ao menos uma pessoa morta no Rio Grande do Sul. O empresário Mateus Costela, de 28 anos, caiu num arroio e foi arrastado pela correnteza, no interior de Veranópolis, no nordeste do Estado, na tarde de sábado.

Os bombeiros avistaram o corpo em pouco tempo, mas só puderam retirá-lo à noite, depois de uma retroescavadeira abrir um canal para desviar o curso da água e permitir o acesso do grupo de resgate.

Como costumava fazer nos dias de folga, o empresário percorria trilhas da serra gaúcha a bordo de um jipe, acompanhado de amigos. Quando o grupo chegou à localidade de Santo Isidoro, percebeu que o arroio havia transbordado. Costela desceu do veículo para avaliar se havia condições de atravessar uma área inundada, mas perdeu o equilíbrio e acabou levado pela água.

Temporais

Em São Luiz Gonzaga, no oeste, um homem foi encontrado morto no meio de uma lavoura. A polícia investiga as causas, entre as quais pode estar uma descarga elétrica.

As chuvas fortes e isoladas também provocaram inundações que interromperam o tráfego entre Colinas e Estrela. Em Panambi, um riacho transbordou e invadiu cerca de 30 casas, forçando os moradores a procurar o abrigo oferecido pela prefeitura. Em Ibirubá, o granizo danificou telhados. Em Porto Alegre, a queda de uma árvore destruiu uma casa.

As ocorrências de domingo se somaram às de sábado, quando tempestades danificaram dezenas de residências em Maximiliano de Almeida, Paim Filho e Não-Me-Toque. Os municípios localizados às margens dos rios Taquari, Sinos e Paranhana estão em estado de alerta porque há perspectiva de enchentes.

O 8º Distrito de Meteorologia emitiu aviso indicando a perspectiva de chuva moderada a forte, com volumes grandes acumulados, com trovoadas e rajadas de vento, em áreas isoladas do norte e nordeste do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no centro-sul e oeste do Paraná nesta segunda-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.