Empresário do DF faz novas acusações contra deputado

A entrevista com o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Leonardo Prudente (DEM), já tinha um atraso de uma hora e meia quando o ex-senador e empresário do setor de transportes Valmir Amaral entrou na frente das câmeras e fez novas acusações contra Prudente. Amaral disse que o deputado distrital recebeu R$ 1 milhão para aprovar uma lei de repasse de R$ 4 milhões por mês de subsídios para empresas de ônibus transportarem estudantes.

Agência Estado |

"Essa entrevista não começou porque ele sabia que eu estava aqui e não tinha coragem de olhar para a minha cara porque sabia que eu ia fazer esta denúncia", disse Amaral. Logo após, Prudente chegou para a entrevista.

O presidente da Câmara Legislativa do DF aparece em um vídeo feito pela Polícia Federal escondendo dinheiro nos bolsos e até nas meias. As imagens foram gravadas com uma câmera escondida pelo ex-secretário de Relações Institucionais do Governo do Distrito Federal (GDF), Durval Barbosa, e mostram os bastidores do mensalão do GDF e a divisão do dinheiro que, de acordo com as investigações, era fruto de propina paga por empreiteiras e prestadoras de serviço.

DEM

Representantes do comando nacional do DEM saíram do encontro com o governador e o vice-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda e Paulo Octávio, respectivamente, sem falar com a imprensa.

No encontro, na residência oficial de Águas Claras em Brasília, os líderes do DEM discutiram o futuro de Arruda e Octávio no partido, depois da revelação do esquema de corrupção que seria comandado pelo governador, segundo denúncia de Durval Barbosa.

Poucos manifestantes estiveram presentes do lado de fora da residência oficial do governador, protestando contra Arruda e Paulo Octávio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG