Empresária é solta de cativeiro após 8 dias de sequestro

Uma empresária de 45 anos, que atua no ramo da sucata, foi libertada pelos seus próprios sequestradores, por volta das 3 horas desta terça-feira, 6, em uma região de mata, no município de Embu-Guaçu, na Grande São Paulo, após ficar por 8 dias em poder da quadrilha. Policiais militares da 2ª Companhia do 25º Batalhão, em patrulhamento pela Rodovia José Simões Louro Júnior (SP-214), que liga o bairro de Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, à cidade de Embu-Guaçu, foram parados pela mulher, que já tentava fazer uma ligação em um orelhão, 30 minutos após ser liberada pelos bandidos.

Agência Estado |

Ela disse que foi deixada pelos criminosos em uma região de mata e que andou até a rodovia. A empresária, em depoimento no Distrito Policial de Embu-Guaçu, afirmou ao delegado que eram 17 horas do último dia 29 quando saía de sua empresa, na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo, e foi dominada pelos criminosos.

Depois de ter os olhos vendados, foi colocada em um veículo e levada até o cativeiro. Aparentemente sem ferimentos, a empresária disse aos policiais que foi alimentada pelos criminosos e que não foi molestada. A vítima acredita que a família dela tenha pago um eventual valor de resgate exigido pelos criminosos.

O caso agora será investigado pela Delegacia Antissequestro (DAS) da capital. Até o momento nenhum suspeito foi detido. A empresária acredita que pelo menos quatro bandidos participaram do sequestro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG