A Embratel afirmou hoje, por meio de nota à imprensa, que os rompimentos de cabos de fibras ópticas da empresa, ocorridos ontem, não paralisaram os serviços. Segundo a Embratel, houve dois rompimentos que afetaram parcialmente o tráfego de ligações nas rotas entre São Paulo e Rio de Janeiro e entre Belo Horizonte e Brasília.

Ontem, clientes da operadora de telefonia celular Claro em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro tiveram dificuldades para fazer e receber ligações. O problema foi atribuído pela Claro ao rompimento dos cabos da Embratel.

A Embratel disse que os "ajustes necessários" na rede foram feitos prontamente pela equipe operacional da empresa. A Embratel explicou que os rompimentos foram provocados por terceiros, durante a manutenção de estrada por uma concessionária de rodovias e por uma empresa de água e esgoto, mas não citou nomes.

A Embratel afirmou ainda que o sistema de redundância da empresa, acionado quando há problemas na rede principal, funcionou normalmente. "Cabe a cada operadora configurar seus links e seus sistemas, de forma a garantir redundância interna de sua rede", diz a nota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.