Embaixador do Quênia morre em Uberaba durante missão coordenada pelo Ministério da Agricultura

BRASÍLIA - O embaixador do Quênia no Brasil, Pius Namchanja, faleceu nesta sexta-feira em Uberaba (MG). Ele participava de uma missão organizada pelo Ministério da Agricultura para apresentar a 28 diplomatas estrangeiros o potencial da pecuária leiteira e de corte propiciado pelo melhoramento genético da raça zebu.

Agência Brasil |

De acordo com o ministério, Namchanja sentiu-se mal no fim da tarde de ontem, após visita à sede da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e a uma central de inseminação artificial, e foi levado imediatamente ao Hospital Escola da Universidade Federal do Triângulo (UFTM).

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse hoje (30), em nota à imprensa, que sente a morte do diplomata e se associa ao luto da família do embaixador, do corpo diplomático e das autoridades do Quênia, além de seus pares.

A Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, que coordena a missão em Uberaba, informou que forneceu o apoio necessário ao diplomata e à Embaixada do Quênia, além de adotar as providências legais, junto com o Ministério das Relações Exteriores, para atestar a morte de Namchanja, que sofreu um ataque cardíaco.

Stephanes destacou que o Quênia é um parceiro brasileiro e lembrou que Namchanja tinha uma pauta voltada para a cooperação agrícola com o Brasil, e por isso integrava a comitiva para conhecer os possíveis negócios no setor.

Leia mais sobre: morte

    Leia tudo sobre: morte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG