Em uma década, despesa do governo com publicidade soma R$ 10,6 bilhões

SÃO PAULO - Em quase uma década, todos os órgãos do governo federal investiram R$ 10,6 bilhões em campanhas publicitárias. O valor faz parte de uma estimativa da ONG Contas Abertas com os dados fornecidos pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom).

Valor Online |

"Entre 2000 e o primeiro semestre de 2009, foram destinados para ações mercadológicas e institucionais da administração direta e indireta R$ 9,9 bilhões. Um cálculo proporcional aos gastos do primeiro semestre permite considerarmos uma previsão de R$ 1,2 bilhão ao longo do ano passado. Assim, a publicidade teria consumido R$ 10,6 bilhões em dez anos", destaca Gil Castelo Branco, economista da Contas Abertas.

Do total de recursos aplicados em publicidade até junho do ano passado, R$ 2,1 bilhões referem-se aos dois anos de governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, entre 2000 e 2002. Os R$ 7,8 bilhões restantes foram investidos durante a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Desta forma, os gastos anuais dos dois governos com campanhas publicitárias é bem parecido. O presidente Lula teve uma média de desembolsos de R$ 1 bilhão, enquanto FHC registrou uma média de um pouco mais do que R$ 1,1 bilhão", acrescenta Castelo Branco.

Só a televisão abocanhou 60% (R$ 6 bilhões) de todo o dinheiro aplicado em anúncios no período. Na sequência, aparecem jornais (R$ 1,3 bilhão), revistas (R$ 970,2 milhões), rádio e internet (R$ 922, 6 bilhões) e outdoors (112,4 milhões).

    Leia tudo sobre: publicidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG