Em tribunal, Amy Winehouse nega agressão a fã

A cantora Amy Winehouse transformou hoje em show sua ida a um tribunal em Londres. Ela alegou inocência na Corte de Magistrados contra a acusação de ter agredido um fã no ano passado.

Agência Estado |

Amy foi liberada após pagar fiança. O juiz Timothy Workman ordenou que a cantora compareça a uma nova audiência na mesmo tribunal no dia 23 de julho.

A estrela de 25 anos, conhecida por sua batalha contra o uso de drogas e frequentes problemas com a Justiça, saiu de um carro usando um minivestido floral e seu característico penteado. Paparazzi fizeram várias fotografias desta que é a primeira aparição de Amy desde que ela retornou de longas férias na ilha caribenha de Santa Lucia. A cantora, que já enfrentou vários tratamentos para reabilitação das drogas, parecida estar de bom humor.

O suposto ataque ao fã aconteceu antes das férias da cantora no Caribe e de sua mudança para Hadley Wood, em Enfield. No tribunal, a cantora confirmou seu nome e data de nascimento e disse não ser culpada por um acusação de agressão. Amy identificou-se como Amy Jade Civil. Seu marido há dois anos, Blake Fielder-Civil, pediu divórcio.

Os problemas de Amy Winehouse com drogas têm estado nas primeiras páginas dos jornais britânicos, que publicaram uma fotografia da cantora fumando o que parecia ser um cachimbo de crack no ano passado. Ela foi multada por posse ilegal de maconha na Noruega em 2007, e também foi advertida pela polícia em abril do ano passado depois de ter brigado com dois homens durante uma saída noturna em Camden, um bairro do norte de Londres conhecido por sua cena musical e consumo de drogas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG