Em SP, via do Morumbi registra 111 crimes em 2 meses

Num trecho de 900 metros da Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi, zona sul da capital paulista, foram registrados 111 roubos ou furtos nos dois primeiros meses do ano, média de quase dois casos por dia. Em janeiro, houve 53 e, em fevereiro, 58.

Agência Estado |

Em geral, as vítimas são motoristas, pedestres e clientes de estabelecimentos comerciais.

A polícia admite o aumento de crimes e diz que o policiamento foi intensificado nos locais mapeados. O pedaço mais problemático fica entre as Ruas Francisco Tomás de Carvalho e James Alvim, a menos de três quilômetros do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Os casos foram engrossados por um tipo específico de ataque: ladrões quebram, com pedras ou velas de ignição de carros, o vidro do veículo para levar bens portáteis, como celulares e bolsas. As vítimas preferenciais são mulheres. Há relatos de agressões e, em um dos casos, um jovem de 17 anos foi ferido com um tiro.

Ronda

Neste mês, a Polícia Militar afirma que patrulha o trecho com dez homens, em média, deslocando carros de outras áreas para o local. Em 2010, foram presas 66 pessoas, 31 em janeiro e 35 em fevereiro. Desse grupo, 16 eram menores. "Há uma dificuldade a mais nesse tipo de crime, que é a impossibilidade de as vítimas reconhecerem os criminosos depois, por causa da rapidez da ocorrência e do susto do momento. Sem o reconhecimento, fica mais difícil prender", pondera. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG