promessas para próxima gestão - Brasil - iG" /

Em SP, Lula deixa promessas para próxima gestão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou o evento realizado hoje com representantes do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis, na capital paulista, para demonstrar sua torcida pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na corrida à sucessão presidencial de 2010. Há sete anos participando da confraternização de Natal com os catadores e a população de rua, Lula imprimiu um tom de despedida em seu discurso, lembrando que em dezembro do próximo ano, já será rei posto e que, por estar em fim de mandato, não poderia fazer promessas aos catadores.

Agência Estado |

Entretanto, Lula disse que dependendo de quem seja eleito, tais promessas poderão ser feitas. "Se for quem eu penso que vai ser, traremos aqui para fazer promessas", afirmou ele, numa referência indireta à ministra Dilma, que não participou do evento de hoje em São Paulo.

Numa defesa da continuidade de sua administração, Lula lembrou que desde 2007 seu governo já investiu R$ 182 milhões na reestruturação das cooperativas de catadores. E citou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem mais R$ 200 milhões para esse fim. Na ocasião, o presidente fez um apelo aos prefeitos para que deem preferência às cooperativas de catadores na coleta seletiva da cidade.

Ele contou que quer apresentar - dentro da proposta do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de 2011 a 2015 - um projeto de moradia para as populações de rua de todo o País. Lula também anunciou que empresas de reciclagem de lixo poderão receber crédito do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) quando comprarem material reciclável dos catadores.

No discurso de cerca de vinte minutos, Lula ressaltou ainda que seus dois mandatos foram marcados pela atenção aos segmentos sociais e afirmou duvidar que na história do País houve uma administração tão comprometida com tais movimentos. "Hoje demos um salto institucional. O governo decidiu incorporar os catadores ao sistema produtivo do País, reconhecendo seu papel na indústria de reciclagem." No evento, o presidente assinou decreto que instituiu a política nacional para a população de rua que, segundo ele, envolverá oito ministérios e será responsável por criar políticas para este segmento da população.

Presente

Participaram também da confraternização de Natal com os catadores os ministros do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, de Cidades, Marcio Fortes, da Previdência Social, José Pimentel, o secretário-geral da Presidência da República, Luiz Dulci, e o Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, além de parlamentares. O jogador Marcelinho Carioca, que joga atualmente no Santo André, mas ficou conhecido quando atuou no Corinthians, entregou uma camiseta dos 100 anos do clube para o presidente, torcedor fanático do time.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG