Em SP, aluguel no metrô atrai 5 mil ciclistas

Prestes a completar seis meses de funcionamento, o projeto de aluguel de bicicletas em estações do metrô de São Paulo já conta com 5.252 clientes diferentes.

Agência Estado |

Um deles é Baltazar Barbosa Carneiro, técnico gráfico paulistano de 64 anos. Todos os dias, sempre pontualmente às 6 horas, ele pega de graça uma bicicleta branca e azul na Estação Itaquera e pedala 40 minutos até o trabalho, perto de outra estação do metrô, na Vila Carrão. São 40 minutos pedalando e olhando aquele mar de carros e ônibus parados na Radial Leste, na zona leste de São Paulo.

São apenas 202 bicicletas disponíveis e a única ciclovia que realmente funciona e oferece segurança aos usuários é a que acompanha a Radial Leste. Mesmo assim, com números mais do que tímidos, foram feitos expressivos 7.946 empréstimos de bicicletas entre 27 de setembro do ano passado e 9 de março deste ano. O técnico gráfico de 64 anos, que trabalha no Diário Oficial da Cidade , é o usuário que por mais vezes utilizou as bicicletas comunitárias: 48.

Inspirado no serviço municipal de bicicletas de Paris, o projeto paulistano foi elaborado pela Companhia do Metropolitano em parceria com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente - o empréstimo é gratuito na primeira hora e, a partir da segunda, custa R$ 2 por hora. Os bicicletários funcionam de domingo a domingo, incluindo feriados, das 6 às 22 horas; como o sistema é interligado, fica possível alugar a bicicleta numa estação e devolver em outra. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG