Em SP, agentes promovem exposição para orientar sobre a dengue

Além de as chuvas aumentarem as possibilidades de proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, também atrapalham no combate e prevenção da doença. No sábado, a ação dos agentes de zoonoses nas casas do Jardim Ângela, zona sul da capital paulista, foi cancelada por causa dos temporais.

Agência Estado |

A atividade faria parte do evento "Mobilização de Prevenção Contra a Dengue".

Embora o relatório atualizado não tenha sido divulgado, são 34 os casos de dengue confirmados na capital, que se mantém em alerta desde outubro. As chuvas constantes aumentam os riscos de proliferação do mosquito.

De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Vigilância e Controle da Dengue, Bronislawa de Castro, a ação dos agentes será retomada hoje. “Não é possível aplicar o inseticida com a chuva”, disse. No entanto, a coordenadora afirmou que o objetivo mais importante tinha sido alcançado - o envolvimento da comunidade, sobretudo das crianças, com os agentes e as atividades. “A proliferação do mosquito está diretamente ligada ao comportamento das pessoas. Por isso visamos a trabalhar a consciência delas diante do problema”, explicou.

Mesmo com a chuva e o frio, o evento atraiu mais de 300 pessoas, que participaram de diversas atividades educativas como teatro e exposições sobre a dengue e outras doenças, como a leptospirose. Ao final, as crianças receberam certificados de participação. As informações são do Jornal da Tarde.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG