As provas do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp) começam hoje para cerca de 2,4 milhões de alunos de escolas estaduais, municipais e particulares do Estado. O exame deveria ter sido realizado na semana passada, mas problemas logísticos impediram que as provas fossem encadernadas e distribuídas às escolas a tempo.

"Estamos acompanhando de perto a distribuição do material e, desta vez, com certeza, amanhã (hoje) estará todo mundo fazendo o exame ", disse Valéria Souza, da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas da Secretaria de Estado da Educação.

O Saresp vai até a quinta-feira para estudantes das 2ª, 4ª, 6ª e 8ª séries do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio. A atual edição foi reformulada para aumentar a segurança e incluir um número maior de estudantes. Além das escolas estaduais, neste ano, 296 particulares devem fazer a prova. Outros 600 mil alunos de redes municipais de 535 cidades paulistas também participarão.

"A avaliação é importante por fornecer um diagnóstico preciso da qualidade da educação em nossa rede, orientando as políticas educacionais a longo prazo", afirmou Valéria. Também é com base nos resultados do Saresp que se forma o Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp), que agora vale para calcular o bônus salarial de professores e funcionários. Cada escola tem o seu índice e uma meta a cumprir. Quanto mais perto da meta a escola conseguir chegar, maior o bônus.

Prova São Paulo

A mudança na data do Saresp fez o exame coincidir com a Prova São Paulo, que será realizada entre hoje e amanhã por 335 mil alunos da rede municipal de ensino. "Não há conflito na data, pois como a rede municipal de São Paulo já realiza sua própria avaliação, não participa do Saresp", explica Valéria. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.