SÃO PAULO - O Ministério Público de São Paulo divulgou nesta segunda-feira uma relação de 118 hospitais do Estado de São Paulo que possuem algum tipo de irregularidade quanto ao controle de infecção hospitalar. O estudo foi feito em parceria com o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) e mostrou que 92% dos 158 hospitais visitados têm alguma irregularidade no programa de controle de infecção hospitalar e 82% das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar não atendem a pelo menos um dos itens avaliados.

De posse do estudo, o MP encaminhará para os promotores de cada cidade a lista com os respectivos hospitais com irregularidades. "Cada um ficará responsável por notificar, fazer um termo de acordo de conduta ou até mesmo processar o hospital", explicou o promotor de Justiça Reynaldo Mapelli Junior, coordenador da área de saúde pública do MP.

A análise foi realizada entre outubro de 2007 e janeiro de 2008; o roteiro de vistoria foi desenvolvido pelo Cremesp e aplicado por membros do MP. O estudo avaliou as instituições públicas e particulares baseadas em cinco príncipios básicos: se tinha ou não uma comissão de controle de infecção hospitalar; se havia algum tipo de programa de controle de infecção hospitalar; a situação da área de procedimento; central de esterilização de materiais e biossegurança.


Leia mais sobre: infecção hospitalar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.