Cerca de 30 jovens ligados ao movimento estudantil ocuparam hoje a reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para impedir que um novo regimento interno fosse aprovado na reunião do Conselho Universitário. De acordo com eles, o novo regimento centraliza o poder de decisão nas mãos do reitor e dos diretores das unidades, diminuindo a democracia dentro da instituição.

A reunião do Conselho foi suspensa depois que os alunos se recusaram a desocupar a reitoria. O grupo quer que a votação seja adiada para o início letivo de 2010 para dar mais tempo à comunidade discente de discutir o novo regimento.

O reitor da UFMG, Ronaldo Pena, definiu a ocupação como um "ato político profundamente ofensivo à universidade".

Segundo a assessoria de imprensa da instituição, a proposta de regimento levada ao Conselho para aprovação já estava no site há um mês, tempo para que pudesse ser consultada por toda a comunidade da UFMG. Apesar disso, o Conselho já havia concordado em adiar a votação de um dos tópicos relacionado diretamente aos alunos. A assessoria afirmou que nem todos os 30 manifestantes eram de fato alunos da universidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.