Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Em nota, secretário de RO repudia acusações

O secretário de Estado de Finanças de Rondônia, José Genaro de Andrade, divulgou nota de repúdio às acusações de participação em esquema de corrupção. O nome de Andrade foi citado em conversa telefônica gravada pela Polícia Federal durante as investigações sobre denúncias de importação subfaturada de automóveis e mercadorias de alto luxo no Espírito Santo, que culminaram na Operação Titanic, deflagrada pela PF em abril.

Agência Estado |

"Lamento profundamente que certas pessoas sem o mínimo de caráter queiram envolver meu nome e minha reputação, que levei anos para construir", afirmou o secretário.
Andrade desafiou na nota qualquer um a provar qualquer suborno ou conduta ilegal que ele teria praticado no uso de sua função. "Fui envolvido de maneira sórdida pelo funcionário da empresa que está sendo processada (a TAG Importação e Exportação de Veículos), este sim réu confesso, mas desconheço o motivo que o levou a citar meu nome com o claro intuito de manchar minha honra", diz o comunicado do secretário.
A Operação Titanic gerou a prisão de 23 pessoas envolvidas no esquema, entre elas o filho do governador de Rondônia, Ivo Cassol Júnior. No entanto, apenas o ex-senador por Rondônia Mário Calixto Filho continua preso. Ele responde pelos crimes de tráfico de influência e formação de quadrilha.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG