fundo garantidor - Brasil - iG" /

Em homenagem, Lula diz que Alencar foi seu fundo garantidor

SÃO PAULO (Reuters) - O vice-presidente da República, José Alencar, se emocionou ao tornar-se o primeiro não paulista a receber o título de presidente emérito da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) na segunda-feira, em noite que reuniu os nomes mais cotados à sucessão presidencial para uma homenagem ao mineiro de Muriaé. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, no evento que lotou o auditório da entidade, que o vice foi o fundo garantidor da sua candidatura vitoriosa de 2002 e que aguentaria mais cinco anos de mandato com Alencar.

Reuters |

"Não é só a questão de voto. É a garantia. Você (Alencar) foi a espécie de fundo garantidor que eu precisava", discursou Lula, ao quebrar o protocolo e discursar antes de Alencar.

"Eu já estava cansado de ter 30 por cento das eleições", referindo-se às derrotas que sofreu nas eleições presidenciais.

Alencar emocionou-se com o discurso do presidente, que também desejou sucesso no tratamento contra o câncer, doença que enfrenta há 12 anos.

"Deus permita que esse câncer... você o massacre", declarou Lula ao vice. "Se tem um homem que tem necessidade de viver nesse mundo é você."

Alencar agradeceu o discurso "ultrageneroso" de Lula e disse que a experiência no cargo "tem valido a pena".

"Tenho consciência de que só sou vice-presidente graças ao Lula. Ninguém vota no vice, vota no titular. Procurei não atrapalhar nas duas campanhas (2002 e 2006). E acho que não atrapalhei, porque ganhamos", afirmou.

A homenagem reuniu os potenciais candidatos à sucessão presidencial: os governadores tucanos José Alencar (SP) e Aécio Neves (MG), a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) e o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE).

Único entre prováveis candidatos a discursar, Serra descreveu Alencar como "uma pessoa marcada pela fé" e pela "tenacidade em enfrentar dificuldades, em especial a sua saúde".

Alencar é fundador da Coteminas, uma das principais empresas têxteis do país, que produz marcas como a Artex e Santista. Logo após comemorar 79 anos, em outubro, o vice se mostrou animado com os bons resultados do tratamento contra o câncer e disse que não descarta concorrer novamente ao Senado.

(Reportagem de Hugo Bachega; Edição de Carmen Munari)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG