Os guardas civis metropolitanos de São Paulo tentarão fazer um acordo com a Prefeitura no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região durante uma audiência de conciliação marcada para a próxima terça-feira. Segundo informações do Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos da Cidade de São Paulo (Sindguarda), até a tarde de hoje a Prefeitura não havia atendido às reivindicações de aumento salarial de 17,40% e melhores condições de trabalho dos grevistas e se recusou a se reunir com os profissionais.

Os guardas civis fizeram uma assembleia no início da tarde de hoje e decidiram continuar em greve até que haja negociação. Desde às 7 horas, cerca de mil guardas civis metropolitanos se concentravam no Viaduto do Chá, no centro de São Paulo, em frente ao gabinete do prefeito Gilberto Kassab.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.