Em estado de alerta máximo, Rio contabiliza 87 mortos

O sistema Alerta Rio, da prefeitura, informou que o município entrou em alerta máximo nesta tarde. A alerta máximo é caracterizado pela previsão de fortes chuvas e a possibilidade de alagamentos e deslizamentos na região.

Agência Estado |

O anúncio foi feito às 15h45.

A tempestade que atinge o Rio desde ontem já matou 87 pessoas, segundo informou o Corpo de Bombeiros. Entre os locais mais atingidos estão Niterói, com 41 vítimas fatais e 21 feridas; a cidade do Rio, com 34 pessoas mortas e 52 feridas e São Gonçalo com 9 óbitos registrados e 8 feridos. Foram registrados também uma morte em Nilópolis, Paracambi e em Petrópolis. A corporação ainda busca desaparecidos.

Transporte

Os trens no Rio voltaram a operar normalmente às 15h30. Segundo a concessionária SuperVia, a chuva que atinge a cidade desde ontem causou transtornos e alterou a circulação nos ramais Deodoro, Santa Cruz, Japeri, Belford Roxo e Saracuruna. A operação no Saracuruna, na Baixada Fluminense, foi a última a ser normalizada.

Os aeroportos Santos Dumont e o Internacional, o Galeão, operam com auxílio de instrumentos nesta tarde. Devido ao mau tempo, o Santos Dumont ficou fechado entre 6h34 e 9h10 de hoje, de acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Dos 102 voos previstos até às 16h no Santos Dumont, 28 (27.5%) sofreram atrasos e 68 (66.7%) foram cancelados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG