Em dez anos, matrículas dobram no nível superior, aponta IBGE

Os indicadores sociais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, de 1998 a 2008, dobrou a proporção de jovens de 18 a 24 anos (alunos na idade adequada) cursando universidade. A proporção passou de 6,9% para 13,9% e a taxa bruta (independente da idade) de frequência à universidade chegou a 30% no Brasil.

Agência Estado |


A melhoria coincide, em parte, com a expansão de instituições de ensino superior, sobretudo federais, e o Programa Universidade Para Todos (Pró-Uni), do governo federal, que dá bolsas totais ou parciais para alunos pobres cursarem faculdades particulares.

No ensino médio, também houve expansão, no mesmo período, de 76,5% para 84,1% de matriculados, com uma taxa líquida (de alunos com idade compatível com a série cursada) de apenas 50,6%. Em 1998, essa taxa era de somente 30,4%. Outro indicador que avançou aponta que, no ano passado, 97,9% das crianças e jovens de 7 a 14 anos estava na escola, contra 94,7% em 1998.

Leia também


Leia mais sobre: IBGE

    Leia tudo sobre: educaçãoibge

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG