Em coma, cineasta Fábio Barreto passa por traqueostomia

SÃO PAULO ¿ O cineasta Fábio Barreto passou por uma traqueostomia na tarde desta segunda-feira. O procedimento consiste na realização de um pequeno corte na traquéia para posicionamento de tubo ventilatório. Conforme o boletim do hospital Copa DOr, onde ele está internado desde que sofreu um acidente de carro no último sábado, o estado do cineasta permanece grave, mas estável.

iG São Paulo |

Fábio Barreto continua em coma induzido e respirando com a ajuda de aparelhos na Unidade Neuro-Intensiva do hospital, onde é cuidado pela equipe do neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho.

Pela manhã, ele também passou pelo procedimento de colocação de um cateter dentro do ventrículo cerebral, visando melhor controle da pressão intracraniana e continua redução do edema cerebral. Uma tomografia realizada às 5h desta segunda-feira revelou que o edema de Barreto não progrediu, o que permitiu a cirurgia.

Segundo Niemeyer Filho, a situação do cineasta é estável e, no momento, ele só corre risco de morte no caso de uma infecção hospitalar. O neurocirurgião voltou a dizer que é muito cedo para discutir possíveis sequelas, e afirmou que Barreto ficará em coma induzido por mais uma semana e internado por pelo menos quinze dias.

O acidente

O acidente ocorreu por volta das 22h de sábado, em Botafogo, zona sul da cidade. Segundo uma testemunha, o bombeiro Wagner Generoso, 26 anos, um carro fechou o veículo do cineasta, que tentou desviar mas bateu numa mureta, voou para outra pista e capotou.

Atendido no Hospital Miguel Couto, no Leblon, Barreto foi operado ainda na noite de sábado. A primeira cirurgia durou três horas e meia. Segundo Niemeyer Filho, o cineasta sofreu um hematoma subdural agudo e uma contusão no lobo temporal dos dois lados. "A calota craniana do lado esquerdo foi retirada e colocada na costela do paciente. Ela ficará armazenada ali até ser colocada novamente em seu lugar", explicou.

Filho de Luís Carlos Barreto e irmão de Bruno Barreto, também cineastas, Fábio iniciou sua carreira em 1977 e, desde então, já dirigiu 13 filmes. Seu trabalho mais recente é o longa "Lula - O Filho do Brasil", baseado no livro de Denise Paraná, que estreia em 1o de janeiro em todo o País.

A produção causou críticas da oposição, que acusa a produção de ser uma peça de campanha para as eleições do ano que vem. Entre outros filmes dirigidos por Barreto está "O Quatrilho", indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1995.

Trechos de filmes de Fábio Barreto

Leia também:


Leia mais sobre Fábio Barreto

    Leia tudo sobre: cineastafabio barreto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG