Em carta à Assembleia, Serra destaca investimentos

Provável candidato do PSDB à Presidência, o governador de São Paulo, José Serra, escolheu um tema de debate nacional para abrir sua última mensagem ao Legislativo paulista, enviada na segunda-feira. Em uma extensa prestação de contas dos três primeiros anos de gestão - 2007 a 2009 -, ele dedicou o início do texto à crise econômica mundial, em uma amostra da munição tucana para a próxima eleição.

Agência Estado |

"As dificuldades foram superadas e, em 2009, o governo de São Paulo fez investimentos sem precedentes na sua história", destaca Serra.

Na carta, entregue pelo secretário da Casa Civil, Aloysio Nunes Ferreira, o governador diz que a "economia brasileira entrou em franco processo de desaceleração" e, para contornar as dificuldades, o governo estadual atuou para gerar emprego, ajudar micro e pequenas empresas e garantir os investimentos públicos.

Após enumerar ações, como redução de impostos e prazo maior para pagamento, Serra conclui que R$ 20,6 bilhões foram investidos pelo Estado em 2009, gerando 800 mil empregos - outro assunto que sempre leva a debates acalorados em eleições nacionais. "O governo de São Paulo atua em várias frentes. Não só faz investimentos que movimentam a economia, mas também aproxima o trabalhador das oportunidades existentes, fornece qualificação profissional, estimula o empreendedorismo, promove a concessão de microcréditos."

O texto traz uma lista extensa de cifras e obras. Serra cita vitrines das principais áreas do governo e enfatiza ações pioneiras de São Paulo. "Em 2009, São Paulo assinalou um marco: pela primeira vez, em sua história, três linhas do metrô estavam em obras simultaneamente." Pouco antes, referiu-se ao Programa Onda Limpa Baixada Santista como "o maior programa de saneamento do Brasil". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG