Em Campinas, policiais civis retornam ao trabalho

Os policiais civis da região de Campinas, no interior paulista, voltaram ao trabalho hoje antes mesmo da publicação da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de que o direito à greve não se aplica aos policiais civis do Estado de São Paulo, ser publicada no Diário Oficial da Justiça. Segundo informou o investigador e presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Campinas e Região, Aparecido Lima de Carvalho, a decisão de voltar ao trabalho antes da oficialização da ordem do STF tem como principal motivo o respeito à população.

Agência Estado |

"Recebemos essa orientação e cumprimos em respeito a quem precisa do nosso trabalho."

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo não possuía os dados sobre o número de atendimentos na região (em período normal e durante a greve), mas solicitou o levantamento. "Com o decorrer da greve, as pessoas também deixaram de vir à delegacia pois compreenderam nossa luta. Atendemos os casos graves e os menos graves orientávamos para o registro do Boletim de Ocorrência pela internet", afirmou o presidente do sindicato, que representa 57 cidades.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG