Em Bauru, 51 eleitores votam em novo reitor da USP

Representantes de professores, alunos e funcionários votaram hoje no primeiro turno da eleição para reitor da Universidade de São Paulo (USP), no campus da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). O campus tem 55 membros eleitores, e apenas quatro não compareceram à votação.

Agência Estado |

Entre os 55 eleitores, apenas dois são servidores não docentes. Os alunos contam com mais representantes: são cinco, distribuídos nas categorias antigo aluno, graduação e pós-graduação. O campus da USP em Bauru conta com cerca de 120 docentes, 220 servidores não docentes e pouco mais de 700 alunos entre graduação e pós-graduação.

Telma Lopes da Silva, especialista em laboratório e servidora há 17 anos na unidade, acredita que a participação dos funcionários na eleição poderia ser mais expressiva.

O diretor da FOB, Luiz Fernando Pegoraro, também se posiciona favorável a um numero maior de eleitores. "Eu não acho que a eleição deve ser paritária, mas concordo que a porcentagem dos servidores não docentes tem que ser maior do que os alunos. Porque o engajamento dos servidores não docentes dentro da USP é maior do que o dos alunos", diz o diretor.

o estudante do terceiro ano do curso de Odontologia e representante do Centro Acadêmico da FOB, Gabriel Salles Barberio, um dos cinco alunos com direito a voto no campus, é favorável ao atual sistema, mas com aumento no numero de eleitores que compõem a Congregação. "Bem ou mal, este tipo de eleição colocou a USP como uma das melhores universidades do mundo", pondera.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG