Em 24h, Florianópolis tem a 2ª maior chuva da história

Há um mês chove forte no Sul do País

iG São Paulo |

A cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, registrou nas últimas 24h a segunda maior chuva de sua história. Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), entre as 9h de terça-feira e as 9h desta quarta choveu 253 mm. Antes, o maior acumulado havia sido registrado em 15 de novembro de 1991, com 404,8 mm.

Em apenas quatro horas, das 22h de terça-feira às 2h desta quarta, choveu 161 mm na capital catarinense, enquanto a média pluviométrica para todo mês maio é de 97 mm.  

De acordo com o meteorologista do Inmet Flávio Varone, a chuva foi causada pelo ciclone extratropical que atingiu o Estado na terça-feira. O ciclone acontece pela elevação do ar quente, que provoca ventos fortes e chuva e, segundo ele, é normal ocorrer com mais intensidade nesta época do ano. “A chuva e o vento estão se afastando para alto mar e a nebulosidade deve começar a se reduzir à tarde”, diz.  

Há mais de um mês chove forte em Santa Catarina e, nas últimas 24h, 12 municípios tiveram danos por causa dos temporais. Conforme a Defesa Civil do Estado, a cidade de Palhoça é uma das mais atingidas, onde 300 pessoas ficaram desabrigadas nos últimos dias.

O último boletim do órgão, divulgado às 11h desta quarta-feira, indica que 820 pessoas estão desabrigadas – aqueles que perderam tudo e precisam da ajuda da Prefeitura. Pelo menos 9100 moradores foram atingidos de alguma forma pelas chuvas.

Estradas

As chuvas também provocaram pontos de bloqueio em rodovias estaduais e federais . De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o maior problema é na BR-101. No quilômetro 141, em Balneário Camboriú, no sentido sul, uma queda de barreira interdita o acostamento e a pista da direita. No quilômetro 259, em Paulo Lopes, sentido norte, há outra queda de barreira interditando o acostamento e meia pista, com risco de novo deslizamento. No quilômetro 232, em Palhoça, no Morro dos Cavalos, há queda de barreira e pista totalmente interrompida. Há problemas também na BR -101 e BR 282.

Previsão

De acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram), a frente fria se afasta para o litoral do Sudeste e Sul e a tendência é que a intensidade dos ventos diminua nesta quarta-feira, ficando entre 40 a 50 km/h. O sol deve aparecer nos próximos dias.

    Leia tudo sobre: chuvasanta catarinaprejuízossul do Paísalagamentos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG