Pelo menos um policial militar foi preso por mês por furtos a caixas eletrônicos (24 horas) desde o início dessa nova onda de ataques, no fim de 2007. A polícia diz que 50 pessoas foram detidas em 2008.

Ao todo, 23 PMs foram presos acusados, principalmente, de dar proteção aos bandidos que levam os caixas das agências bancárias. A ação contra os caixas representa de 60% a 70% dos ataques a agências bancárias neste ano, incluindo roubos e furtos. Só no fim de semana ocorreram seis casos - três na capital, dois na Grande São Paulo e um no interior.

Recentemente, com a decisão dos bancos de colocar vigias tomando conta das agências à noite, os furtos de caixas se transformaram em roubos, com as quadrilhas usando até mesmo fuzis em suas ações. Os bandidos começaram a atacar caixas eletrônicos no fim de 2007 em São Paulo. Uma quadrilha cujos integrantes moravam no Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, foi a responsável por disseminar esse tipo de prática no Estado.

O Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) não sabe quantificar quantos furtos de caixas eletrônicos ocorreram em 2007 e 2008, mas sabe que eles foram tantos a ponto de o departamento ter organizado uma operação específica durante os meses de junho e setembro de 2008 contra as quadrilhas que praticavam esse crime. Outra forma de combater essa ação foi o aumento na segurança dos bancos, que passaram a deixar responsáveis em suas agências também à noite. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.