Em 2 dias, MEC liberou R$ 338 milhões para convênios

SÃO PAULO - O Ministério da Educação (MEC) liberou nos dois últimos dias de 2008 R$ 338 milhões em convênios e aditivos contemplados por emendas de parlamentares ao Orçamento da União. Ao todo, foram 210 novos convênios e 22 aditivos, muitos assinados no último dia do mandato de prefeito, a exemplo do que reservou R$ 700 mil para melhoria na infraestrutura das escolas de Itatiba, a 80 quilômetros de São Paulo.

Agência Estado |

O convênio de Itatiba foi assinado entre o MEC e o prefeito José Roberto Fumach (PMDB), que deixou o cargo no dia 31, sendo substituído no dia seguinte por João Fattori (PSDB). Para que entrassem em vigor, os convênios foram todos agrupados numa edição extra do Diário Oficial da União, que circulou ontem.

De acordo com a assessoria do MEC, a assinatura dos convênios ocorreu no apagar do ano passado porque as emendas parlamentares só foram liberadas em cima da hora - e com previsão orçamentária de projetos que também tiveram aprovação no fim do ano. Desse modo, o MEC teve de correr para cumprir prazos. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: MEC

    Leia tudo sobre: mec

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG