Em 1 ano, mortes caem 8,3% nas rodovias paulistas

O número de mortos em acidentes nos 22 mil quilômetros de estradas no Estado de São Paulo diminuiu 8,32% em 2008, em relação ao ano anterior, segundo balanço da Secretaria Estadual dos Transportes. Em números absolutos, 2.

Agência Estado |

216 pessoas morreram em acidentes no ano passado, ante 2.416 registros em 2007. Os dados do governo mostram ainda que o índice de acidentes nas rodovias paulistas também apresentou recuo. Passou de 1,42 por mil veículos em 2007 para 1,34 por mil no ano passado, uma queda de 5,6%.

O índice de acidentes é calculado pela relação entre número de acidentes, quilômetros de estradas e volume diário de veículos. A queda proporcionou economia de R$ 400 milhões aos cofres públicos com o socorro às vítimas. Estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apontam que os custos com acidentes em 2008 foram de R$ 3,3 bilhões em São Paulo.

Houve 434,7 acidentes para cada mil veículos em circulação na malha paulista em 2008. Há dez anos, esse índice era de 718,1 registros - redução de cerca de 40%. Tal diminuição, segundo Alberto Sabbag, diretor da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), reflete a importância da lei seca, que proíbe a venda de bebidas alcoólicas à beira das estradas, e a melhora no pronto atendimento às vítimas. “A diminuição de mortes no local do acidente indica melhoria no atendimento pré-hospitalar.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG