Eloá teve piora significativa após cirurgia, diz médico

O neurocirurgião Marco Túlio Setti, que operou a jovem Eloá, de 15 anos, afirmou que ela teve uma piora significativa nesta manhã. Uma melhora na resposta aos estímulos era esperada pelos médicos nas primeiras horas após a cirurgia, que foi realizada no final da noite de sexta-feira.

Agência Estado |

Ele afirmou que o trajeto da bala foi muito longo e atingiu grande parte do cérebro, e se alojou no cerebelo.

A cirurgia foi feita para "corrigir a destruição", explicou ele, e não para retirar o projétil. Não há expectativa de uma nova cirurgia, segundo o médico. Uma nova informação da equipe médica é aguardada às 17h.

Como não apresentou melhora, Eloá será retirada do coma induzido para a equipe médica avaliar como a jovem se encontra do ponto de vista neurológico. As próximas seis horas serão "cruciais", afirmou o médico.

Se a garota sobreviver corre o risco de ficar em "estado vegetativo permanente", mas Setti evita fazer previsões sobre risco de morte. Mais cedo, a diretora do Centro Hospitalar de Santo André, Rosa Maria Pinto Aguiar, afirmou que de um grau de risco de morte entre 0 a 10, Eloá tinha 9.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG