Elizabeth II condecora Salman Rushdie

O escritor britânico de origem indiana Salman Rushdie, que foi objeto de um decreto religioso (fatwa) pronunciado em 1989 pelo aiatolá iraniano Ruholah Khomeini, foi condecorado nesta quarta-feira com o título de cavaleiro pela rainha Elizabeth II.

AFP |

O anúncio da condecoração, concedida em junho de 2007 a Rushdie, de 61 anos, por serviços à literatura, foi recebido na época com muitos protestos nos países muçulmanos, fudamentalmente Irã e Paquistão.

Rushdie teve que passar vários anos na clandestinidade por ter escrito em 1988 "Os Versos Satânicos", um livro considerado uma blasfêmia em relação ao islamismo.

O aiatolá Khomeini, guia supremo da revolução islâmica iraniana, pronunciou uma fatwa condenando o escritor a morte em 14 de fevereiro de 1989.

    Leia tudo sobre: salman rushdie

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG