Elegância de corpo e alma

Elegância de corpo e alma São Paulo, 16 (AE) - Herdeira de uma das maiores tecelagens do País, a empresária e consultora de moda Constanza Pascolato acaba de lançar uma espécie de manual de estilo, o Confidential - Segredos de Moda, Estilo e Bem-Viver, onde mistura a história de sua vida com dicas de postura profissional e de moda. Sempre com o visual impecável, Costanza nunca sai de casa sem sua marca registrada: os óculos escuros.

Agência Estado |

Falta de educação? "Não. Nunca vou usá-los em reuniões de negócios, tem de ser olho no olho", diz. Pouca gente sabe, mas o hábito dos óculos veio junto com término do seu último casamento, com o crítico musical Nelson Motta - união que durou 6 anos. "Tive uma síndrome, uma doença autoimune, que fez com que meus olhos ficassem saltados", explica. Hoje, aproveita o glamour das lentes.

Aos 69 anos, a empresária e consultora destaca aspectos importantes na postura profissional que fazem a diferença: o pensamento positivo, o bom humor e a adequação ao ambiente, que inclui a moderação nos decotes, por exemplo. Outra dica de Constanza é prestar atenção no olhar das pessoas quando se fala com elas.

Foi com Marília Gabriela que Constanza aprendeu um dos mais valiosos segredos para manter a pele jovem: Em jejum, toma 1 litro e meio de água para ‘limpar’ o organismo. Outra dica? "Amizade rejuvenesce", afirma. Nunca sai de casa sem maquiagem: só para maquiar o olho leva 7 minutos.

Um dos momentos mais difíceis da vida da empresária foi superar um câncer de mama em 1993, que atribui à perda do marido, Júlio, com quem viveu por 21 anos. Hoje, diz que "o tempo de acasalamento já passou"...

De tanto acompanhar e "respirar" moda, a ditadura de tendências não cansa? "É interessante ver até o que é feio. É um privilégio me pagarem para fazer isso", responde. Com gosto pela coisa, adquiriu a mania de fotografar multidões de década em década e conclui que cada vez os brasileiros usam menos roupa e saem com mais "desleixo".

E sabe o que Constanza diz ser elegante, independente da grana que se tem no bolso? "Ter timing é fundamental. É saber o momento certo de sair de cena."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG